Menu Fechar

PROCURAMOS VOLUNTÁRIOS PARA ESTUDO INTERNACIONAL SOBRE OS EFEITOS DO CIGARRO ELETRÓNICO

Quantas vezes já ouviu a declaração:

“O cigarro eletrónico pode ser mais seguro do que fumar, mas não sabemos os seus riscos a longo prazo“?

O QUE É O ESTUDO VERITAS COHORT?

O estudo de coorte VERITAS (Efeitos do cigarro eletrónico: Análise internacional do seu real impacto) é uma investigação a ser desenvolvida em 20 locais, de vários países do mundo, durante um mínimo de 6 anos e por entre utilizadores de cigarros eletrónicos que não tenham sido fumadores ou que tenham fumado pouco no passado.

O objetivo é, pela primeira vez, quando comparados com sujeitos de controlo sem histórico de uso de tabaco, observar o impacto dos cigarros eletrónicos na saúde dos seus utilizadores. A análise inclui avaliações clínicas, perceção relativa ao estado de saúde geral e outras medidas.

Até o momento, quase todas as avaliações da saúde dos artigos foram feitas entre ex-fumadores, onde é impossível distinguir os efeitos do cigarro eletrónico dos efeitos residuais da prolongada exposição ao fumo do tabaco. Este estudo permitirá testar a hipótese de que o cigarro eletrónico, de forma individualizada, não apresenta efeitos mensuráveis à saúde dos seus utilizadores.

COMO POSSO PARTICIPAR?

Gostaria de ajudar, participando de um estudo que visa descobrir se existem riscos de longo prazo associados à vaporização?

Quer-nos ajudar a melhor entender e divulgar a verdade sobre vaporização e saúde?

É um utilizador de cigarros eletrónicos que nunca fumou muito?

Então, inscreva-se como um possível participante deste estudo. Acesse: https://veritascohort.coehar.org/study-subject/

QUEM ESTÁ A LIDERAR O PROJETO?

A pesquisa é liderada pelo Dr. Riccardo Polosa, da Itália, e pelo Dr. Carl V Phillips, dos EUA.

O Dr. Riccardo Polosa é Professor Titular de Medicina Interna e especialista em Doenças Respiratórias e Imunologia Clínica na Universidade de Catania, além de Fundador e Diretor Clínico do Centro de Pesquisa sobre Tabaco, e Diretor Científico do Centro de Excelência para a Aceleração da Redução de Danos (CoEHAR). Por entre a sua diversa publicação científica, destaca-se a publicação de artigos que mostram que os fumadores com asma ou DPOC melhoram quando mudam para o cigarro eletrónico.

O Dr. Carl V Phillips é um epidemiologista e economista, cujas contribuições inovadoras incluem, quando era professor de medicina e saúde pública no Canadá e nos EUA, ser um dos primeiros pioneiros da pesquisa e defesa de redução de danos do tabaco. Ele estuda os cigarros eletrónicos desde que eles existem e foi o cientista que liderou o primeiro estudo científico entre os seus utilizadores.

O Dr. Cristiano Batista, presidente da APORVAP, será o responsável por conduzir e coordenar a investigação em Portugal.

Inicialmente, devido à maior densidade populacional, foi, pela organização do estudo, selecionada a área metropolitana de Lisboa como local provável ao desenvolvimento da investigação. Todavia, nesta fase, encontramo-nos a registar TODOS os potenciais sujeitos que tenham interesse e reúnam as condições para participar no estudo.

Assim, independentemente da área geográfica onde resida, caso tenha interesse em participar, deverá formalizar a sua inscrição aqui https://veritascohort.coehar.org/study-subject/

A decisão relativa ao ou aos locais onde se desenvolverá a investigação, será definida e divulgada posteriormente e de acordo com os sujeitos inscritos.

QUAL SERÁ A DIMENSÃO DO ESTUDO E QUE PAÍSES ESTÃO ENVOLVIDOS?

O estudo envolverá centenas de sujeitos, de vários países. Os locais planeados, incluem:

  • Portugal;
  • Canadá (Grande Área de Toronto);
  • Costa Rica;
  • Inglaterra;
  • Estónia;
  • Alemanha (Baviera / Munique);
  • Grécia (Atenas);
  • Hungria (Budapeste);
  • Irlanda (Dublin);
  • Itália;
  • México (Cidade do México);
  • Nova Zelândia (Auckland);
  • Polónia;
  • Escócia (Glasgow);
  • EUA.

Esta lista não é final e outros locais poderão vir a ser adicionados.

PORQUE RAZÃO ESTE ESTUDO É IMPORTANTE?

Sabemos que o cigarro eletrónico / vaping é muito menos prejudicial do que fumar tabaco combustível, mas algumas pessoas estão preocupadas com a possibilidade de ainda haver riscos mensuráveis ​​à saúde.

Embora não exista nenhuma evidência clara de que o vaping seja prejudicial, nunca examinamos com atenção o suficiente para realmente saber se há algum pequeno risco detetável.

Enquanto isso, há alegações generalizadas de que o vaping causa riscos substanciais, que este estudo ajudará a clarificar.

Os vapers merecem saber se existe algum risco para que possam fazer uma escolha informada, e um estudo como este é a única maneira de o descobrir.

O QUE ESTÁ ENVOLVIDO PARA OS SUJEITOS DE ESTUDO?

A participação neste estudo envolverá exames médicos anuais ao longo de seis anos, que incluirão testes de função pulmonar e tomografias, bem como resposta a questionários (aproximadamente, a cada três meses).

Haverá uma única clínica em cada centro de estudo, que precisará visitar uma vez por ano, por forma a realizar os exames.

Contamos com os vapers para serem voluntários e ajudar neste importante esforço e, portanto, não iremos pagar formalmente aos participantes.

Contudo, os exames serão gratuitos e – com regras ainda a definir – contaremos pagar os custos inerentes a qualquer viagem e outras despesas necessárias.

POSSO PARTICIPAR?

Estamos a procurar identificar vapers que nunca fumaram muito (menos de 1.000 cigarros). Atualmente, encontramo-nos a recolher informações de contato dos possíveis participantes, em https://veritascohort.coehar.org/study-subject/.

Mais informações e detalhes de contato estão disponíveis no site da VERITAS: https://veritascohort.coehar.org/

Se tem alguma dúvida sobre a parte portuguesa do estudo, entre em contato com o Cristiano Batista, através de cristiano.batista@veritascohort.org.

Artigos Relacionados