Menu Fechar

Vaporizadores Pessoais são mais eficazes para deixar de fumar do que pensos ou pastilhas de nicotina.

A Cochrane Database of Systematic Reviews, publicou um relatório no qual analisou 50 estudos com 12.340 fumadores adultos que usaram vaporizadores pessoais. Estes estudos foram publicados nos Estados Unidos (21), Reino unido (9), Itália (7), Austrália (2), Nova Zelândia (2), Grécia (2), Bélgica (1), Canadá (1) Polónia (1), Coreia do Sul (1), Suíça (1) e Turquia (1).

Foram comparados os resultados de fumadores que cessaram o consumo tabágico com vaporizadores pessoais com nicotina, com os que cessaram o consumo através de NRT (terapia de reposição de nicotina), como pastilhas ou pensos de nicotina, varenicilina, vaporizadores pessoais sem nicotina ou através de terapia comportamental e sem aconselhamento.

Por cada 100 pessoas que usam vaporizadores pessoais com nicotina 10 conseguiram parar de fumar

Por cada 100 pessoas que usaram vaporizadores sem nicotina 6 conseguiram deixar de fumar.

Por cada 100 pessoas que usaram NRT 6 conseguiram deixar de fumar.

Por cada 100 pessoas que tiveram terapia comportamental ou sem aconselhamento 4 conseguiram parar de fumar.

Mais pessoas pararam de fumar por pelo menos 6 meses usando vaporizadores pessoais do que com NRT.

Foram reportados efeitos secundários em todos os grupos de utilizadores.

Os efeitos secundários reportados no grupo dos vaporizadores pessoais com nicotina, foram irritação na garganta e boca, tosse, os sintomas foram reduzindo com a utilização.

De acordo com este relatório e com a informação existente á data os vaporizadores pessoais com nicotina são mais eficazes na cessação tabágica do que NRT, e podem não estar associados a efeitos secundários sérios.

Link para o estudo: https://www.cochranelibrary.com/cdsr/doi/10.1002/14651858.CD010216.pub4/full/pt?contentLanguage=pt

Artigos Relacionados